EDUCAÇÃO E NEOLIBERALISMO: PRESENÇA E PAPEL DO ESTADO NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA

Wéllia Pimentel Santos

Resumo


O liberalismo nasce no século XVIII, com as ideias burguesas de Adam Smith e se proliferam pelo mundo. Este modelo de sociedade liberal entrou em decadência com a crise de 1929. Todavia, nos anos 1970 a 1980, o modelo liberal é redefinido a partir do atual modelo neoliberal. De tal modo, neste contexto das recentes transformações do capitalismo, este artigo objetiva suscitar discussões sobre a incursão do modelo neoliberal na educação brasileira, partindo de uma perspectiva histórica sobre o mesmo, convergindo para e educação enquanto aparelho ideológico do Estado, o atual cenário educacional, além de um breve panorama acerca das políticas públicas educacionais vigentes. A metodologia aplicada ao trabalho se ateve a um estudo descrito, do tipo revisão bibliográfica, respaldando-se, especialmente, em literaturas científicas, trabalhos acadêmicos referenciados que trazer tais reflexões, sendo que os resultados obtidos respondem satisfatoriamente à proposta da pesquisa em foco.


Texto completo:

PDF

Referências


AZEVEDO, M. L. N. Transnacionalização e mercadorização da educação superior: examinando alguns efeitos colaterais do capitalismo acadêmico (sem riscos) no Brasil – a expansão privado-mercantil. Rev. Inter. Educ. Sup. [RIESup]. Campinas, v. 1, n. 1, p. 86- 102, jul./set. 2015.

BOTERO, J. Da razão de Estado. Coordenação e Introdução de Luís Reis Torgal. Tradução de Rafaela Longobardi Ralha. Coimbra: Instituto Nacional de Investigação Cientíica, 1992. (Série História Moderna e Contemporânea, 9).

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Ministério da educação, 2017. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=79601-anexo-texto-bncc-reexportado-pdf-2&category_slug=dezembro-2017-pdf&Itemid=30192. Acesso: 06 jun. 2018.

CARVALHO, Fernando C. de. Bretton woods aos 60 anos. Novos Estudos Cebrap, São Paulo, n.70, p.51-63, nov.2004.

DEITOS, R. A. Ensino médio e profissional e seus vínculos com o BID/BIRD: os motivos financeiros e as razoes ideológicas da política educacional. Cascavel: EDUNIOESTE, 2000.

EAGLETON, T. Ideologia. São Paulo: Edunesp/Boitempo, 1997.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Edições Graal, 2010.

FREIRE. Paulo. Pedagogia do oprimido. 11. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

HOBSBAWM, Eric J. Era dos Extremos: o breve século XX: 1914-1991 / Eric Hobsbawm; tradução Marcos Santarrita; revisão técnica Maria Célia Paoli. — São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

IANNI, O. O príncipe eletrônico. Perspectivas, São Paulo, n. 22, p. 11-29, 1999.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. PNAD Contínua 2016: 51% da população com 25 anos ou mais do Brasil possuíam apenas o ensino fundamental completo. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2013-agencia-de-noticias/releases/18992-pnad-continua-2016-51-da-populacao-com-25-anos-ou-mais-do-brasil-possuiam-apenas-o-ensino-fundamental-completo.html. Acesso: 06 jun. 2018.

JESUS, Saul Neves de. Desmotivação e crise de identidade na profissão docente. KATÁLYSIS, v. 7, n. 2, jun./dez. 2004. Disponível em: http://dialnet.unirioja.es/servlet/fichero_articulo?codigo=2926117&orden=0. Acesso em 05 de jul. de 2018.

KELNNER, D. A cultura da mídia. Bauru, SP: EDUSC, 2001.

LIBÂNEO, José Carlos. Democratização da Escola Pública. A Pedagogia Histórico – Crítico Social dos Conteúdos. São Paulo: Loiola, 1986.

LOCKE, John. Segundo tratado sobre o governo civil: ensaio sobre a origem, os limites e os fins verdadeiros do governo civil / John Locke ; introdução de J.W. Gough ; tradução de Magda Lopes e Marisa Lobo da Costa. – Petrópolis, RJ : Vozes, 1994 – (Coleção clássicos do pensamento político).

MAQUIAVEL, Nicolau. O príncipe. Tradução: Maria Júlia Goldwasser. Revisão Roberto Leal ferreira. Editora Martins Fontes, 2001.

_______. [1776]. An inquiry into the nature and the causes of the wealth of nations. The Glasgow Edition of the Works and Correspondence of Adam Smith, Oxford University Press, 1976.

_______. [1795]. The principles which lead and direct philosophical enquiries; illustrated by the history of astronomy. In: Essays on philosophical subjects. The Glasgow Edition of the Works and Correspondence of Adam Smith, Oxford University Press, 1976.

PESSOA, R. R.; BORELLI, J. D. V. P. Reflexão Crítica e colaborativa na formação do professor de língua estrangeira. In: ______. Reflexão e crítica na formação de professores de língua estrangeira. Goiânia: Editora UFG, 2011.

SMITH, Adam. [1759]. The theory of moral sentiments. The Glasgow Edition of the Works and Correspondence of Adam Smith, Oxford University Press, 1976.

SAVIANI, Dermeval, 1944 - Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre educação e política! - 32. ed.- Campinas, SP: Autores Associados, 1999. - (Coleção polêmicas do nosso tempo; v.S)

________. O Plano de Desenvolvimento da Educação: análise do projeto do MEC. Revista Educação e Sociedade, Campinas, vol. 28, n. 100 - Especial, p. 1231-1255, out. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v28n100/a2728100.pdf. Acesso: 06 jun. 2018.

SPENCER, Herbert; Laveleye, Émile de 1885. L’État et l’Individu, ou Darwinisme Social et Christianisme. Florence: Joseph Pellas.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Wéllia Pimentel Santos

TECNIA – REVISTA DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO IFG

EDITORA IFG
Rua C-198, Quadra 500, Jardim América | CEP 74.270-240 | Goiânia/GO

tecnia@ifg.edu.br
(62) 3237-1816