Educação Científico-Tecnológica e desenvolvimento tecnocientífico: em busca de uma reorientação social para a C&T

Loryne Viana Oliveira

Resumo


O objetivo deste estudo é analisar os sentidos e as perspectivas de ruptura com o paradigma tecnocientocrata na Educação Científico-Tecnológica (ECT). Reconstrói-se, nesse sentido, um percurso que dialoga com Snow (1995) e Japiassu (2005) e se apoia em Dagnino (2011) para embasar a problematização, bem como para dimensionar os horizontes de ação no contexto da Educação Científico-Tecnológica. Esboçando reflexões sobre cursos de ação possíveis, reafirma-se a necessidade de uma reorientação social para o desenvolvimento tecnológico em detrimento da orientação mercadológica vigente.


Texto completo:

PDF

Referências


BACON, F. Novum Organum. In: ______. Os Pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 1999.

DAGNINO, R. A Tecnologia social e seus desafios. In: LASSANCE JR., A. et al. Tecnologia social: uma estratégia para o desenvolvimento. Rio de Janeiro: Fundação Banco do Brasil, 2004.

______. Por que a educação em ciência, tecnologia e sociedade vem andando tão devagar? In: SANTOS, W. L. P.; AULER, D. CTS e educação científica: desafios, tendências e resultados de pesquisa. Brasília:

Ed. UnB, 2011.

DUSEK, V. Filosofia da tecnologia. São Paulo: Edições Loyola, 2009.

ELLUL, J. A técnica e o desafio do século. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1968.

JAPIASSU, H. Ciência e destino humano. Rio de Janeiro: Imago, 2005.

MUMFORD, L. The First Megamachine. Diogenes, v.14, n. 55, p. 1-15,

set. 1966.

______. The Myth of the Machine: Technics and Human Development. Harcourt: Brace & World, 1967.

NEDER, R.T.; MORAES, R.A. Para onde vai a universidade diante da política de ciência & tecnologia no Brasil. Uberlândia: Navegando Publicações, 2017.

SANTOS, W. L. P dos. Educação científica na perspectiva de letramento como prática social: funções, princípios e desafios. Revista Brasileira de Educação, v. 30, p. 474-492, set./dez. 2007.

SANTOS, W. L. P.; AULER, D. CTS e educação científica: desafios, tendências e resultados de pesquisa. Brasília: Ed. UnB, 2011.

SERAFIM, L. A democracia brasileira, reforma do estado e os desafios para o exercício do controle social. Ideias, Campinas, n. 1, 1º sem. 2010.

SNOW, C. P. As duas culturas e uma segunda leitura: uma versão ampliada das duas culturas e a revolução científica. São Paulo: Edusp, 1995.

TRIGUEIRO, M. G. S. Sociologia da tecnologia: bioprospecção e legitimação. São Paulo: Centauro 2009.

VOGT, C. A espiral da cultura científica. ComCiência, jul. 2003. Disponível em: . Acesso em: fev. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Loryne Viana Oliveira

TECNIA – REVISTA DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO IFG

EDITORA IFG
Rua C-198, Quadra 500, Jardim América | CEP 74.270-240 | Goiânia/GO

tecnia@ifg.edu.br
(62) 3237-1816