O ENSINO DE QUÍMICA EM RADIOATIVIDADE E SUA EDUCAÇÃO AMBIENTAL SOB UMA PERSPECTIVA CRÍTICA DE UMA PEDAGOGIA APLICÁVEL AOS ALUNOS DO 2º ANO DO ENSINO MÉDIO DA EDUCAÇÃO BÁSICA

Alysson Benite de Freitas, Wesley Vaz

Resumo


O conteúdo de radioatividade na disciplina de Química faz parte do currículo do 2º ano do Ensino Médio da Educação Básica inserida no setor de Físico-Química, portanto, foi realizada uma análise de ensino pedagógico desta área com o intuito de despertar a curiosidade epistemológica e dialógica dos alunos do 2º ano de uma escola privada em uma cidade no interior do Estado de Goiás e a posterior reflexão da essência desta prática educativa pelo professor de química. Estes alunos receberam aulas expositivas utilizando recursos como power-point, vídeos e discussões sobre temáticas dos conteúdos puros e aplicados na Química, relacionados à atomística, emissão de partículas alfa, beta, radiação gama, fusão, fissão nuclear, meia-vida e sua relação com a sociedade e o meio ambiente, analisando benefícios e riscos do uso destas tecnologias e a importância do seu estudo. O encerramento desta atividade ocorreu com a visita ao Centro Regional de Ciências Nucleares do Centro-Oeste (CRCN-CO), na cidade de Abadia de Goiás - GO, onde os alunos assistiram uma palestra e visitaram o local em que estão armazenados e são monitorados os Rejeitos Radioativos do maior acidente radiológico do mundo ocorrido na Capital do Estado de Goiás, Goiânia, no ano de 1987. Ao término os alunos responderam um questionário como ferramenta de coleta de dados do professor que analisou criticamente sobre suas formas de ensinar, refletindo a partir de obras como a “Pedagogia do Oprimido” e “Pedagogia da Autonomia” de Paulo Freire e “Escola e Democracia” de Dermeval Saviani, suas práticas pedagógicas na formação de cidadãos que são sujeitos de transformação do mundo.

Palavras-chave


Ensino Médio; Radioatividade; Césio-137; Educação e Tecnologia; Ciência e Pedagogia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.