ESTUDO DE CONCEPÇÕES E PRÁTICAS AVALIATIVAS DOS PROFESSORES DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS NAS AULAS DE EXPERIMENTAÇÃO NA VISÃO DOS ALUNOS

Thiago Oliveira Lima, Wesley Fernades Vaz

Resumo


Pesquisamos as concepções e práticas avaliativas dos professores dos cursos das licenciaturas em ciências da Universidade Federal de Goiás - Regional Jataí, nas aulas experimentais. Alunos e professores concordam que a experimentação auxilia fortemente nos processos de ensino e aprendizagem, e, que a prática e a teoria estão dicotômicas e mal influenciadas pelos ranços do positivismo científico. As concepções e práticas da avaliação possuem diversas críticas sobre o método tradicional. Diante disso, este trabalho objetivou levantar e discutir tais concepções. Permitiu-nos fazer uma análise das práticas avaliativas na visão do aluno. Depois de um exaustivo levantamento da literatura fizemos uso de questionário, que nos permitiu observar a insatisfação e as críticas de alguns pontos importantes. Percebemos, principalmente, que há muita dificuldade com a transparência dos critérios de avaliação dos professores, que as aulas teóricas e práticas estão separadas por um abismo que condiciona os alunos a vê-las de forma dicotômica, os instrumentos avaliativos estão sendo pouco explorados, muito formatados e engessados, e o aluno anseia por um número maior de avaliações e pelo uso de mais instrumentos avaliativos, especialmente que envolvam seu senso crítico, sua participação, sua capacidade e sua criatividade.

Palavras-chave


Avaliação. Experimentação. Aprendizagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.