LEITURA E ESCRITA NAS AULAS DE MATEMÁTICA: ANÁLISE DAS CONDIÇÕES DE PRODUÇÃO NOS EFEITOS E SENTIDO DESSAS PRÁTICAS.

Elita Assis Lima, Luciene Lima de Assis Pires

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo propor uma reflexão sobre o trabalho com a leitura e com a escrita nas aulas de matemática do Ensino Fundamental II, tendo como  abordagem a observação de uma turma do Ensino Fundamental II, bem como  analisar as  condições em que são produzidas leitura e escrita no contexto das aulas de matemática( se essas práticas   ocorrem)e o papel da escola, do professor no processo de construção do ensino-aprendizagem.

Propomos uma reflexão sobre os propósitos relevantes da leitura e da escrita no ensino da matemática e um breve histórico dos primeiros indícios da utilização dessa ciência  na antiguidade. E de que forma a leitura e a escrita nas aulas do ensino fundamental II podem influenciar o processos de aquisição dos conceitos e conteúdos dessa disciplina. Preocupou-se em evidenciar que o direcionamento de sentidos ler e escrever  matemática estão naturalizados na escola. Esse direcionamento faz parte da conjuntura sócio histórica do ensino de matemática e funciona cercando o que e como deve ser lido/dito nas aulas. Assim, compreendemos que os sentidos produzidos na escola sobre matemática são constituídos não apenas do que é dito (lido/escrito), mas também da forma como tal discurso é apresentado

Palavras-chave


Palavras-Chave: Linguagem, ensino de Matemática, leitura e escrita.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.