O CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA NO IFG: ANALISANDO A EVASÃO NO CAMPUS URUAÇU

Ludmilla Magalhães Silva, Luciene Lima de Assis Pires

Resumo


O presente artigo é resultado de uma pesquisa realizada no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG) – Campus Jataí, que tem como objetivo analisar a evasão e a repetência nos cursos de licenciatura do IFG. Apresenta-se aqui as análises realizadas sobre o curso de Licenciatura em Química do Campus Uruaçu, que teve início no segundo semestre de 2008. Este trabalho tem por objetivo analisar e verificar a evasão no campus, de modo que para isso realizou-se primeiramente um estudo bibliográfico e em seguida analisou-se a situação escolar dos alunos de modo quantitativo, por meio de dados fornecidos pela Coordenação de Registros Acadêmicos e Estudantis (Corae) de Uruaçu. De posse dos dados verificou-se a realidade sobre o percentual de evasão no curso em questão que ocorre em maior índice a partir do terceiro período do curso. Constatou-se também que a maior parte dos alunos que evadiram precedia de reprovação em semestres anteriores. Assim justifica-se a taxa de evasão não ser maior em grande parte nos primeiros períodos.  Para o embasamento teórico utilizou-se os seguintes autores: Ionice Lorenzoni (2008); Souza, Salem, e Kawamurac (s/d); Braga, Pinto e Cardeal (1997); Tigrinho (2008); Barroso e Falcão (s/d); Moura e Silva (2007).


Palavras-chave


Licenciatura em Química; Evasão; IFG

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.