O BOM PROFESSOR “CONTINUA A APRENDER”: ANALISANDO AS CRENÇAS DE UMA FORMANDA EM LETRAS (INGLÊS) ACERCA DO PROCESSO DE ENSINO/APRENDIZAGEM DE LÍNGUA INGLESA

Tatiana Diello Borges, Neuda Alves do Lago, Vitalino Garcia Oliveira

Resumo


Neste trabalho apresentamos algumas crenças de uma aluna formanda em Letras (Inglês) da Universidade Federal de Goiás, Campus Jataí, sobre o ensino/aprendizagem de língua inglesa. O estudo faz parte do projeto de pesquisa “Desvendando as crenças sobre ensino/aprendizagem de língua inglesa de alunos, ingressantes e concluintes, de Letras (Inglês): um estudo comparativo”. A metodologia utilizada foi de cunho qualitativo, dentro da qual optamos pelo estudo de caso. Os instrumentos de coleta de dados empregados foram questionário semi-aberto, narrativa e entrevista semi-estruturada. As crenças da acadêmica participante foram classificadas em cinco categorias: Crenças sobre ensino/aprendizagem de inglês; Crenças sobre o bom professor de inglês; Crenças sobre o bom aluno de língua inglesa; Crenças sobre o lugar ideal para se aprender inglês; e Crenças sobre o curso de Letras (Inglês). Os resultados sugerem que a aluna parece acreditar que: a pronúncia é extremamente relevante; o bom professor de inglês se preocupa com a educação continuada; o bom aluno de língua inglesa deve ser autônomo; e é importante ter estudado a língua inglesa antes de ingressar no curso de Letras (Inglês).


Palavras-chave


ensino/aprendizagem de inglês; crenças; acadêmica de Letras (Inglês)

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.