FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR DE QUÍMICA-NÍVEL BÁSICO

Ricardo de Moraes Andrade, Maria Fernanda do Carmo Gurgel

Resumo


Atualmente a realidade da educação brasileira tem sido difícil e isso tem afetado todas as áreas de ensino, inclusive o ensino de química. Segundo Libâneo (2008), muitos questionamentos e estudos sobre a formação desses profissionais têm sido feitos, e que tem mostrado como resultado a importância de uma formação continuada paralela a sua prática docente. Isso mostra que já está na hora de se pensar em uma formação continuada desde a graduação, pois isso ajudaria o professor de química em sua prática no ensino básico, proporcionando a esse profissional uma prática mais reflexiva, com maior sensação de preparo e despertando assim um maior interesse por parte dos alunos do ensino básico (MALDANER, 2006)


Palavras-chave


formação continuada; professor de química; ensino de química.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.