UTILIZANDO A REESCRITA PARA ROMPER A ARTIFICIALIDADE DO ENSINO DE LÍNGUA

Sebastião Carlúcio Alves-Filho, Maria de Lourdes Faria dos Santos Paniago, Frederico Oliveira Rezende

Resumo


 

Este texto apresenta alguns dos resultados obtidos através do projeto de pesquisa "Buscando a qualidade do ensino na universidade e na e na escola", desenvolvido no Campus Jataí da Universidade Federal de Goiás. Foram analisadas algumas respostas fornecidas por professores de ensino médio, em questionário proposto pela pesquisa, as quais revelam a forma como vem sendo conduzido o ensino de produção de textos nas escolas pesquisadas. Além disso, refletimos sobre a importância da reescrita, a partir da análise de textos reescritos por alunos dos cursos de Letras e Pedagogia do CAJ. Nossos dados revelam que a reescrita, se utilizada regularmente como estratégia de ensino, pode ser uma ferramenta eficiente para quebrar a artificialidade do uso da língua nas aulas de Língua Portuguesa.

Este texto apresenta alguns dos resultados obtidos através do projeto de pesquisa “Buscando a qualidade do ensino na universidade e na e na escola”, desenvolvido no Campus Jataí da Universidade Federal de Goiás. Foram analisadas algumas respostas fornecidas por professores de ensino médio, em questionário proposto pela pesquisa, as quais revelam a forma como vem sendo conduzido o ensino de produção de textos nas escolas pesquisadas. Além disso, refletimos sobre a importância da reescrita, a partir da análise de textos reescritos por alunos dos cursos de Letras e Pedagogia do CAJ. Nossos dados revelam que a reescrita, se utilizada regularmente como estratégia de ensino, pode ser uma ferramenta eficiente para quebrar a artificialidade do uso da língua nas aulas de Língua Portuguesa.

 


Palavras-chave


produção de texto; ensino/aprendizagem de língua materna; reescrita

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.