A ESCOLARIZAÇÃO DA PRODUÇÃO DE TEXTOS ESCRITOS NO LIVRO DIDÁTICO DE PORTUGUÊS

Jéssica Caroline Ferreira Felix

Resumo


Através deste estudo, buscamos identificar de que forma se dá o ensino/aprendizagem da produção de texto escrito no Livro Didático de Português (LDP) do 6º ano da coleção “Português-Linguagens”, de William Cereja e Thereza Magalhães. O fato de o LDP ser de uso frequente e até indispensável dentro de sala de aula faz com que haja uma grande interação aluno/livro. Assim, o LDP começa a desenvolver um papel importante na escola. Esta análise tem como objetivo constatar se as propostas de produção de texto escrito, apresentadas ao aluno, seguem os preceitos definidos pelo Programa Nacional do Livro didático (PNLD). Por meio da análise feita, constatamos que, em sua maioria, as propostas consideram a abordagem do desenvolvimento da proficiência em escrita, a contemplação dos diferentes procedimentos envolvidos nela, bem como a exploração da produção dos mais diversos gêneros e tipos de texto, contemplando suas especificidades, apresentando as condições de produção e o uso dos aspectos relativos à variedade linguística pertinente. Verificamos, também, ausência na apresentação, discussão e orientação quanto ao uso dos mecanismos de coesão e coerência implicados nos gêneros e tipos de textos propostos nas produções.


Palavras-chave


Produção de textos, Livro didático de Português, Ensino/aprendizagem de língua materna

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.