A [IN]EXISTÊNCIA DE ABORDAGEM E REPRESENTAÇÃO DO NEGRO NO LIVRO DIDÁTICO DE PORTUGUÊS

Karla Cardoso, Sílvio Silva

Resumo


  O presente estudo analisa, no campo da Linguística Aplicada (LA), a forma de abordagem e representação do negro no livro didático de Língua Portuguesa (LDP). Parte-se do pressuposto de que a figura social do indivíduo negro não é reconhecida e nem respeitada no LDP, o que acaba por negar o fato de que se trata de um grupo étnico portador de uma cultura e de uma identidade singulares. Através da análise de uma coleção de LDP das séries/anos finais do Ensino Fundamental, devidamente avaliadas e aprovadas pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD 2008), identificamos que ideologia é veiculada pelo LDP em relação ao negro e, consequentemente, ao branco.

  Seus objetivos são: (i) identificar como se dá a abordagem e a representação do negro em uma coleção de LDP; (ii) discutir como se dá a inclusão da temática étnico-racial no LDP, observando se a representação do negro é feita ou não de maneira estereotipada e preconceituosa.


Palavras-chave


Livro didático de Português, Etnia, Ensino de Língua Materna

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.