O compromisso do ensino de Psicologia e sua relação com o trabalho

Francielle Teodósio de Oliveira Silva

Resumo


O presente ensaio pretende problematizar o compromisso do ensino de Psicologia a partir do campo da licenciatura, bem como sua relação com o mundo do trabalho, a partir de uma perspectiva Marxiana. Esse trabalho é resultado de encontros por meio da disciplina “Trabalho, subjetividade e formação humana” cursada durante o mestrado em Psicologia no ano de 2019, na Universidade Federal de Goiás.  São aspectos importantes nesse ensaio, a questão do ensino, formação e trabalho como categorias históricas como parte da construção do ensino de Psicologia.  Parte do contexto que toda uma formação humana se faz nas condições do mundo social, é a Psicologia faz parte dessa construção, em que o campo da licenciatura é marcado pela contradição histórica por ter obrigatoriedade em ser oferecido como formação complementar, mas ter um campo restrito de atuação. Assim, esse ensaio busca discutir a partir dessas questões o compromisso do ensino de Psicologia no mundo do trabalho no sentido ontológico, como fudante da vida social é resultado da atividade humana.

 


Palavras-chave


Ensino; Trabalho; Licenciatura; Psicologia.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, Mitsuko Aparecida Makino. Psicologia Escolar e Educacional: história, compromissos e perspectivas. Psicol. Esc. Educ. (Impr.), Campinas , v. 12, n. 2, p. 469-475, Dec. 2008 . Available from . acesso em 20 de novembro de 2020. https://doi.org/10.1590/S1413-85572008000200020 .

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução nº 5 de 2011. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Psicologia, estabelecendo normas para o projeto pedagógico complementar para a Formação de Professores de Psicologia. Disponível em: http://www.abepsi.org.br/wp-content/uploads/2011/07/DCN-201121.pdf. Acesso: 07 de fev. 2019.

GRAMSCI, Antônio. Cadernos do cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, VOL.2, 2º ed, 2001.

LUKÁCS, Georg. O trabalho. In: LUKÁS, G. Para uma ontologia do ser social II. São Paulo: Boitempo, 2013.

MARX, K. Manuscritos econômico-filosoficos. São Paulo: Boitempo, 2004.

MARX, K. O processo de trabalho e o processo de valorização. In: Marx, K. O capital: crítica da economia política. (Livro I). São Paulo: Boitempo, 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Francielle Teodósio de Oliveira Silva

Revista do Núcleo de Pesquisa em Sociedade, Educação e Cultura - NUSEC do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás - IFG, Campus Aparecida de Goiânia.