O PERFIL EMPREENDEDOR DOS DISCENTES DO CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS (UFAM)

Michele Lins Aracaty e Silva, Daniel Maciel Mendes, Cleidimar da Silva Barbosa

Resumo


o empreendedorismo no Brasil tem sido uma das formas mais comuns de se combater o desemprego e inserção no mercado de trabalho. Tal perfil tem sido disseminado também dentro das universidades. O empreendedorismo universitário busca conciliar a formação acadêmica de forma a moldar discente para o mercado usando de ferramentas que possam auxiliá-lo na prática empreendedora. Neste sentido, a Universidade Federal do Amazonas (UFAM) figura nos rankings das universidades empreendedoras do Brasil o que nos motivou a iniciar esta pesquisa tendo os discentes do Curso de Ciências Econômicas como foco. Para tanto, temos como objetivo descrever o papel do empreendedorismo para o crescimento e o desenvolvimento econômico; discorrer sobre o cenário e as perspectivas do empreendedorismo nas universidades bem como levantar dados do perfil empreendedor dos discentes do Curso de Ciências Econômicas. Para alcançar tais objetivos realizou-se um levantamento bibliográfico, reunindo alguns autores que estudaram o impacto do empreendedorismo para o crescimento. Quanto à metodologia, constitui uma pesquisa de quali-quantitativa, descritiva e exploratória; já em relação aos meios, o trabalho se configura como bibliográfico e pesquisa de campo, visto a aplicação de questionário. Os resultados apontaram um descompasso entre a visão dos alunos e professores com relação às atividades que são ofertadas pela universidade. Ademais, percebemos que há pouca vontade dos alunos em empreender. Assim, faz-se necessário disseminar o conhecimento a respeito do empreendedorismo, unindo comunidade acadêmica, empresas, governo e sociedade

Palavras-chave


Empreendedorismo; Universidades Empreendedoras; UFAM

Texto completo:

Remoto PDF

Referências


ALFREDO, L. H. P. Empreendedorismo: origem e desafios para o Brasil do século XXI, 23 fev. 2009. Disponível em:

BAGGIO, Adelar Francisco; BAGGIO, Daniel Knebel. Empreendedorismo: Conceitos e Definições. Revista de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia, SL, p. 25-38, 2014.

BERNARDI, Luiz Antônio. Manual de Empreendedorismo e gestão: fundamentos, estratégias e dinâmicas. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

BEUREN, Ilse Maria. (Org.). Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. São Paulo: Atlas, 2006.

BRASIL JÚNIOR, Universidades Empreendedoras. São Paulo: Índice Universidade Empreendedora, 2017. 50 p.

CHIAVENATO, Idalberto. Empreendedorismo: dando asas ao espírito empreendedor. São Paulo: Saraiva, 2004. COSTA, C. da. O empreendedor no Brasil. Administradores, [s.l.], 23 mar. 2009. Disponível em:

DORNELAS, J. C. A. Empreendedorismo: transformando ideias em negócios. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

DRUCKER, P. F. Inovação e espírito empreendedor. São Paulo: Pioneira, 1986.

FONSECA, João José Saraiva. Metodologia da Pesquisa Científica. Universidade Estadual do Ceará. Ceará, 2002, p.31.

FRITSCH, M; SCHWIRTEN, C. Enterprise-University Co-operation and the Role of Public Research Institutions in Regional Innovation Systems. Industry and Innovation, n. 6, p. 69-83,

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

LAKATOS, E. M; MARCONI, M.A. Fundamentos metodologia científica. 4. Ed. São Paulo. Dezembro 2015, p. 35-37, vol. 1, n. 5. E-ISSN: 2238-7641.

SCHINAIDER, Ricardo. O empreendedorismo em universidade. 2013. Agência de Inovação da UNICAMP. Disponível em:

SEBRAE. Conheça as características empreendedoras desenvolvidas no Empretec. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Michele Lins Aracaty e Silva, Daniel Maciel Mendes, Cleidimar da Silva Barbosa

Revista do Núcleo de Pesquisa em Sociedade, Educação e Cultura - NUSEC do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás - IFG, Campus Aparecida de Goiânia.